Retratos que retratam

(Postei o seguinte texto no meu antigo blog e reproduzo aqui por achar ser digno de bis)

E dá-lhe coceira no nariz, pigarro e espirros: lá foi a alérgica atrás das caixinhas repletas de fotografias. A era digital tirou a graça dos espirros, a graça de pegar a foto, de ficar um tempo olhando-as enquanto as lembranças e emoções vêm à pele. A coisa de pele perdeu o sentido quando precisamos ligar o computador, abrir pastas e clicar para a imagem aparecer. E é chato ficar clicando ao invés de passar as fotografias com as próprias mãos

Compilei algumas fotos de família, as mais interessantes no quesito figurino. Algumas, confesso, me atentei ao clima do retrato. Os traços refletem o tempo em que aquilo foi feito (dá-lhe historiadora!). E nada como os retratos para “retratar” os climas de épocas diversas. A minha família não tinha muitos recursos, mas andavam bem arrumadinhos. Minha avó costurava e é dela a máquina que eu herdei.

Na primeira foto minha mãe – a segunda da esquerda para a direita – veste uma blusa muito legal, a calça é do irmão mais velho e faz pose de envergonhada. Minha avó usa um vestido trapézio igual o da Dona Florinda da ponta. Meu tio, com cabelo emo é o abraçado pela vovó.

Nessa, o vestido é na verdade azul, mas aparece verde na foto, acinturado em decote V  e é a mamãe que usa. A vovó, continua com o trapézio, menos evasê, dessa vez. Meu tio, super ousado com uma calça roxa e blusa estampada.

Nessa além do clima bacana, a blusa listrada da mamys é linda e eu quero uma já! Ela me disse que era uma bata com uma espécie de costura – onde se vê um botão e era muito usada “naquela época”. Na parte de baixo ela usava uma pantalona que infelizmente não aparece na fotografia. Os óculos nerd completa o visual.

Vovó de pantalona roxa e uma espécie de blusa-colete, agarrada a seu disco do Roberto e tomando um líquido que eu não arrisco dizer qual era

Minha mãe à beira da piscina tomando sua coca-cola. O óculos é uma belezura e o clima “tarde de verão”

Abaixo, meu tio e meu avô divertindo-se e nos divertindo

Nessa, cintura marcada pela saia godê com botõezinhos. A blusa tem manga fofa

Esse era o uniforme de trabalho de mamãe. Um terninho cor de vinho e riponga-jovem-guarda. A calça era pantalona

Com pequenas alterações, esse foi o post. Quem quiser dar uma olhada nos originales, linkei o blog antigo lá en riba. E pra facilitar esses são os posts (aqui fiz um dois em um):

http://bit.ly/pZLbCA

http://bit.ly/pwyaoy

Anúncios