Mairália da Vila

Confesso ter confundido a voz de Maíra de Freitas com de sua irmã Martinália, ao ouvir no rádio a regravação da música que já apareceu aqui, Recado, do Gonzaguinha. Aliás, achei parecido, mas não igual! A também filha de Martinho da Vila, apesar da brincadeira do título do post, tem um estilo totalmente próprio, com uma delicadeza erudita diferente da malandragem do pai e irmã. E Maíra toca muito (bem) piano! Estudou desde criança e seguiu carreira acadêmica nisso, tendo se apresentado até mesmo no Theatro Municipal do Rio e em outras grandes salas da cidade. O mais bacana é que a erudição se mistura ao popularzão, como mostra a versão do “Show Tem que Continuar”, jazzy mas motivado pela cerveja do sambão. Quer entender? Então dá uma olhada/ouvida!

Este slideshow necessita de JavaScript.

Anúncios