MPB – Mulheres (às vezes nada) Populares Brasileiras

Estive pensando no uso de um apelo visual cada vez mais forte de cantoras brasileiras. É óbvio que é loucura ignorar os figurinos com essa mesma força de cantoras antigas. Na verdade, a vestimenta sempre fez parte do show. No entanto eu vejo um senso estético mais forte mesmo, com uma preocupação de informação e consumo de moda. Se isso é e sempre foi comum em cantoras pops internacionais, nada mais justo que ter nossas representantes valorizando a produção nacional e fazendo bonito. E é por isso que a partir de agora, inauguro um post semanal, toda segunda com a diversidade das nossas belas cantoras brasileiras. Começando e terminando a semana com música!!!

Começo com uma bonitona que descobri há pouco tempo, que mistura música cubana com música brasileira. Isso justificado pelo fato da cantora ser filha de pai cubano refugiado e mãe mineira: o tutu cubano saiu uma maravilha!  A voz da menina é ótima e ouvi-la cantando com Chico Buarque, por exemplo, é um presente. Ainda ajuda a aprimorar o espanhol (jajajaja). O nome dela é (Jéssicaaaaa) Marina de la Riva. A descobri numa versão de Tahi e já ouvi tanto que aproveitei pra aprender a cantar além da estrofe que todo mundo conhece. O arranjo é ótimo! Apesar disso, pesquisando percebi que em muitos vídeos ela não apresenta o mesmo potencial ao vivo. Uma pena… Sem mais, deixo-os a cargo de imagens e sons:

Este slideshow necessita de JavaScript.

Pra quem gosta, vale à pena conferir aqui a estória/história da cantora

Anúncios